Blog

perugina-nestle

Você já reparou que o nível dos chocolates encontrados nos supermercados aumentou bastante nos últimos tempos?

Antigamente o supermercado era o lugar de comprar aquele chocolatinho sem grandes pretensões, só para matar a vontade de açúcar. Para comprar chocolate premium, só em lojas especializadas. Esses dias já são passado e agora já podemos encontrar uma prateleira especial dedicada a chocolates importados e premium (aqueles chocolates feitos somente com derivados de cacau, sem nadinha de gordura vegetal hidrogenada). Além das marcas de grandes fabricantes internacionais, também encontramos algumas marcas brasileiras novas.

O que isso significa para as pequenas chocolaterias artesanais? Que a concorrência está aumentando – e muito. Antigamente bastava argumentar que o artesanal trabalhava com matéria-prima melhor para colocar no chão o chocolate industrial. Só que a indústria respondeu e elevou o nível da matéria-prima e das embalagens.

Na verdade, a concorrência nessa área já era grande. Não podemos mais simplificar e dizer que chocolate industrial só concorre com chocolate industrial, que chocolate artesanal só concorre com chocolate artesanal. Todo mundo concorre com todo mundo pois no fim das contas todos atendem à uma mesma necessidade do cliente: ou saciar o seu desejo por chocolate, ou ajudá-lo a comprar um bom presente.

 

Como os artesãos poderão reagir a essa nova realidade? Veja aqui 3 sugestões:

 

Personalização do produto

Identificar alguma forma de personalizar o produto, de forma que cada produto seja único e que se perceba a mão de uma pessoa na sua finalização é um tremendo diferencial perante os produtos de massa. Pode ser algo escrito a mão, uso de acabamentos charmosos na embalagem, um selo personalizado ou algum outro detalhe surpreendente agregado ao produto.

 

Conveniência

Ter o produto a pronta entrega, poder entregar rápido, entregar na casa/escritório do cliente ou do presenteado ou ainda montar um kit com algum outro produto certamente são coisas que um supermercado não oferece. Só observe que esses serviços devem ser planejados, orçados e apresentados no seu site para que o cliente possa saber que você realmente tem essa capacidade de atendimento.

 

Relacionamento com o cliente

Preste atenção porque isso é poderoso e nem todas as empresas levam a sério. Relacionamento com o cliente é algo que para as grandes empresas ainda é difícil de operacionalizar, portanto é uma grande oportunidade de diferencial.

Você sabia que cultivar os clientes pode ser muito melhor e mais econômico do que captar novos clientes? Veja algumas formas de fazer isso:

  • Dar um atendimento impecável em todas as fases da venda (antes, durante e depois). O antes significa ter uma proposta clara de trabalho e facilitar a vida do cliente que quer comprar de você (portfólio bem definido com boas fotos, política de preço/prazo/descontos, facilidade de encontrar as informações, etc). O durante é o contato que acontece ao vivo ou virtualmente. O depois é procurar saber se o cliente ficou satisfeito ou resolver bem aquelas situações em que o cliente ficou insatisfeito.
  • Cadastrar todos os clientes e não perde-los de vista. Você pode montar um mailing ou lista de transmissão no WhatsApp para manter contato e gerar novas vendas futuramente. Não é para mandar bom dia/boa noite, ofertas o tempo todo ou outros arquivos inúteis. É para avisar das novidades da empresa, de produtos novos ou promoções que ele possa gostar, mandar um conteúdo interessante da área. O objetivo é não cair no esquecimento e ser considerado novamente quando esse cliente precisar realizar uma nova compra.
  • Entregar mais do que o esperado (um desconto, uma vantagem, um mimo). As pessoas em geral estão carentes de bom atendimento e valorizam as empresas que tem esse tipo de iniciativa.

 

O que você pensa sobre isso? Deixe seu comentário 🙂

Você já baixou o e-book gratuito “12 dicas importantes para você montar o seu negócio de chocolates”? Pegue agora mesmo a sua cópia clicando aqui.

Continue a leitura aqui no blog! Veja 6 dicas para driblar a sazonalidade no mercado de chocolates.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.